Expedição Na Estrada

Saímos cedo de Garopaba-SC debaixo de muita chuva e para o dia de hoje tínhamos previsto rodar aproximadamente 560km até São José do Norte-RS.

Seguindo pela BR-101, existem alguns trechos da estrada que estão em obras e juntando as obras com chuva e neblina, não poderia dar em outra coisa que não fosse trânsito parado e atraso em nossa viagem.

Sem muitos problemas seguimos bem a viagem e já entrando no Rio Grande do Sul a BR-101 é excelente. Pistas largas, belas paisagens, valendo cada litro de gasolina gasto para percorrer este trecho que foi um tanto quanto curioso.

Parando na pequena cidade de Terra de Areia-RS para abastecer, Mary Jane lançava o seu charme e deixava todos muito curiosos, principalmente os frentistas. De toda a viagem até aqui, praticamente todos os frentistas me perguntavam sobre a Mary Jane e o caso mais curioso foi do frentista de Terras de Areias.

Com o jeito humilde e simples de uma cidade do interior, “o frentista” que estava completando o tanque da Mary Jane começou a puxar papo enquanto eu fazia as minhas anotações.

– “O senhor, está viajando neste carro? Desde onde?” – Perguntou o frentista.
– “Estou viajando desde Brasília-DF e estou seguindo até o Uruguai” – Respondi.
– “Mas o senhor faz parte de algum jornal ou revista que está fazendo reportagem sobre esta viagem?” – Retrucou o frentista.

Eu não aguentei segurar o riso e respondi pra ele:

– “Não faço parte de nenhuma revista ou jornal, estou fazendo esta viagem por conta própria”.

O frentista ainda não muito satisfeito com a minha resposta, perguntou:

– “Mas de onde o senhor tira dinheiro para fazer uma viagem dessas? O Uruguai é muito longe Doutor!”

Mais uma vez eu não aguentei segurar o riso e respondi no meu jeito mineiro de ser:

– “Uai sô, a gente junta um dinheirinho aqui e outro ali e colocamos o carro na estrada”.

E assim terminamos aquele papo rápido e muito bacana. Podemos concluir que está sendo muito prazeroso viajar pelo nosso país e ver de perto esta diversidade de culturas, a simplicidade das pessoas.

Esta viagem está me ensinando que a vida não pode ser vivida somente nos grandes centros urbanos. Nós temos que sair e ver o quanto o nosso país é grandioso e rico!

Deixe uma resposta

Nome*
Email*
Url
Sua mensagem*