De volta a capital mineira

Expedição Na Estrada

Saímos de Bauru (SP) cedinho, pois o dia seria longo e com muita estrada pela frente. O nosso destino final é a capital mineira, Belo Horizonte.

Eu (André), a cada quilometro rodado, sentia que a aventura estava próxima do fim. Sentia um aperto no coração, mas estava muito feliz por ter conseguido esta proeza.

A viagem foi tranquila, estrada vazia e sem muito movimento. Mais uma vez, não almoçamos e só fizemos um lanche rápido dentro do carro, pois não queríamos chegar tarde da noite em BH.

Por mais tranquila que a vagem esteja, às vezes, acontece alguma coisa que nos deixa apreensivos e com medo de não chegar. Durante este trecho, nós abastecemos em São Sebastião do Paraíso (MG) e estava programando de reabastecer novamente na cidade de Divinópolis (MG) em um posto da rede Graal, que estava a 280km de distância.

Já era noite e passávamos pela cidade de Divinópolis. Vimos diversos postos de gasolina e não encontrávamos o posto da rede Graal. Portanto resolvemos seguir em frente, na esperança de encontrar o posto que queríamos parar.

Saímos do limite municipal de Divinópolis e a partir dali não avistávamos mais postos de gasolina, olhei para o ponteiro de gasolina e percebi que já estávamos correndo um risco de ficar na estrada, sem combustível. Tanto eu (André) quanto Júlia ficamos muito apreensivos e resolvemos parar o primeiro posto que encontrássemos.

De repente passamos por uma placa que informava a presença de um posto de gasolina à 1km. Fiquei apreensivo e torcendo que fosse um posto de gasolina confiável. Eis que aparece um posto da Shell, nas proximidades da cidade de Mateus Leme. Que alívio! Conseguimos chegar a um posto de gasolina depois de rodar 340km com um carro de 1965, 6 cilindros e fazendo ao todo 6.55 km/litro.

Não sei porque, mas tive a sensação que todos que estavam abastecendo naquele posto, passavam pelo mesmo aperto que nós, pois o posto estava cheio e com muitos carros abastecendo. Mas depois descobri que na verdade estávamos à 80km de Belo Horizonte e ali a gasolina estava mais barata que na capital mineira.

Chegamos a Belo Horizonte com a família em festa e feliz por termos voltado para casa. Curtimos o sábado ao lado da família e dos amigos do Clube de Carros Antigos de Nova Lima. Aproveitamos também para descansar (eu e Mary Jane), pois ainda tínhamos pela frente o último trecho da viagem para percorrer no domingo. De Belo Horizonte a Brasília, 750km finais para completar toda a aventura.

Deixe uma resposta

Nome*
Email*
Url
Sua mensagem*